fechar
Saúde

Estudo alemão revela eficácia da cannabis como tratamento para depressão crônica

Senhora deprimida, sentindo-se cansada e tonta

Eficácia da cannabis medicinal no tratamento da depressão 

Num estudo longitudinal retrospectivo de 18 semanas conduzido pela rede terapêutica Algea Care e pelo Hospital Universitário LVR em Essen, investigadores alemães exploraram os efeitos da cannabis medicinal em pacientes que sofrem de depressão crónica. Os resultados foram promissores, mostrando melhorias significativas entre os participantes.

Méthodologie de l'étude

O estudo incluiu 59 pacientes ambulatoriais com transtorno depressivo maior (TDM), que foram tratados com cannabis medicinal por meio de uma plataforma telemédica. Para serem elegíveis, os participantes deveriam ter recebido tratamento prévio com antidepressivos. Os dados foram coletados no início do estudo e durante consultas mensais, com avaliação da gravidade da depressão em uma escala de avaliação de 0 a 10.

Resultados encorajadores

A gravidade média da depressão diminuiu de 6,9 ​​pontos no início para 3,8 pontos na semana 18. Mais de metade dos pacientes experimentaram uma redução de mais de 50% na sua pontuação inicial no final do estudo. Esses resultados sugerem uma melhora significativa nos sintomas depressivos em pacientes tratados com cannabis medicinal.

Efeitos colaterais mínimos

Os pesquisadores observaram que, embora alguns pacientes tenham relatado efeitos colaterais como olhos secos, boca seca e aumento do apetite, nenhum desses efeitos foi considerado grave. A taxa de descontinuação do tratamento foi comparável à dos ensaios clínicos de medicamentos antidepressivos, indicando tolerância satisfatória à cannabis medicinal.

Perspectivas futuras

As conclusões deste estudo abrem caminho para pesquisas adicionais sobre o uso de cannabis medicinal no tratamento do TDM. Os pesquisadores enfatizam a importância de considerar os riscos potenciais associados a este tratamento, como o desenvolvimento de transtorno por uso de cannabis ou efeitos colaterais como diminuição da concentração.

Em resumo, este estudo alemão sugere que a cannabis medicinal pode desempenhar um papel significativo no tratamento da depressão crónica, proporcionando uma perspectiva optimista para o futuro da investigação médica nesta área.

Tags: Pesquisa médicaSaúde mental
Mestre Weed

O autor Mestre Weed

Emissora de mídia e gerente de comunicações especializada em cannabis legal. Você sabe o que eles dizem? conhecimento é poder. Compreenda a ciência por trás da medicina cannabis, enquanto se mantém atualizado com as pesquisas, tratamentos e produtos mais recentes relacionados à saúde. Mantenha-se atualizado com as últimas notícias e ideias sobre legalização, leis, movimentos políticos. Descubra dicas, truques e guias práticos dos cultivadores mais experientes do planeta, bem como as últimas pesquisas e descobertas da comunidade científica sobre as qualidades médicas da cannabis.